Granito

O granito é um velho conhecido na história da humanidade. Os primeiros registros de uso da pedra vêm do Egito Antigo, onde era usado para construção de monumentos e túmulos de faraós.

Em seguida, foram os romanos que começaram a utilizar a pedra em suas obras arquitetônicas como em construções de igrejas e casas. Hoje, é uma das pedras ornamentais mais utilizadas na construção civil para revestimento de pias, bancadas, pisos, paredes além de decoração de interiores.

A palavra granito vem do latim e significa grão.

O granito é um tipo de rocha magmática, ou seja, formada pelo resfriamento e solidificação do magma, presente em todo o globo terrestre, o granito é uma composição de minerais, entre eles o quartzo (um mineral incolor), o feldspato, responsável pela cor da pedra, e a mica, que confere brilho a pedra; além disso, o mármore possui alto grau de dureza (6 e 7 na escala Mohs).

O granito é extraído em blocos grandes, e depois com ferramentas como discos de diamante são cortados e polidos para então serem comercializados.

Esse tipo de rocha magmática é encontrada em reservas de montanhas rochosas, chamado de jazidas, locais em que a pedra está em seu estado natural.

As cores mais comumente encontradas de granito são o acinzentado e avermelhado, contudo, ainda existem granitos nas cores preto, azul, amarelo, verde, branco e marrom.

O Brasil é um dos principais produtores de granito e está entre os maiores exportadores do mundo.

Cada estado brasileiro possui extração da rocha e dependendo do local, o granito varia de tonalidade, assim, entre os tipos de granito mais valorizados do Brasil está o baiano, no qual as rochas são azuis (Azul-Bahia); enquanto em Minas Gerais são na cor lilás (Lilás-Gerais) e no estado de São Paulo, por sua vez, são verdes (verde-ubatuba).

O granito é uma pedra mais dura e forte do que o mármore, além de possuir cores mais mescladas por causa da disposição interna de minerais.

Isso faz com que o granito tenha uma aparência mais luminosa em comparação ao visual mais uniforme e suave do mármore.

Por conta de o granito ser uma rocha mais dura que o mármore, pode-se dizer que ele é mais resistente.

Essas características tornaram o granito bastante utilizado em bancadas de cozinha ou áreas de serviço, pois no passado era conhecido por ser mais resistente a riscos e manchas ocasionados pelo uso de facas afiadas ou derramamento de líquidos.

Porém atualmente o mercado de rochas possui impermeabilizantes de qualidade, que quando utilizados de forma apropriada permitem a utilização de mármores em áreas molhadas como cozinhas e banheiros assegurando maior resistência para riscos, absorção de líquidos e corrosões.

O custo relativamente menor do granito quando comparado ao mármore ou a pedras artificias o torna mais popular, mas essa popularidade não se limita ao preço, pois as características como durabilidade, resistência e beleza da pedra também a ajudam a ocupar a primeira posição quando se trata de revestimento de bancadas e balcões possuindo grande resistência às variações de temperatura, por exemplo.

A pedra pode ser utilizada também como piso, revestimento de paredes, soleiras, pingadeiras, escadas, para criar detalhes na arquitetura e até como tampos de mesa, sendo assim, como a pedra esbanja versatilidade no uso, ela ainda é capaz de atender os mais diversos gostos tendo variações de cor e texturas em sua superfície, indo desde as tonalidades mais claras como o branco e amarelo até a sofisticação do preto e marrom.

Apesar de sua boa durabilidade, é importante lembrar que o material também demanda alguns cuidados na hora da limpeza e manutenção para que continue bonito e sem manchas, devendo ser evitados produtos abrasivos ou quaisquer produtos que contenham componentes ácidos na limpeza e manutenção dos mesmos.

Possíveis acabamentos do granito que podem ser citados são flameado: recebe um ataque de chamas, que o deixa com característica rústica, quase natural, ideal para acessos externos, podendo estar presente em bancadas ou paredes, se o acabamento rústico for desejado.

O interessante deste acabamento é que ele transforma materiais comuns, de baixo custo, em lindos acabamentos; diamantado: o material é lixado, ficando com acabamento áspero, mais uniforme que o flameado; polido: o material é lixado até atingir o brilho desejado, este é o uso mais comum.

E assim como os mármores vale ressaltar que em qualquer tipo de acabamento precisa ser realizado a impermeabilização do material.

o que acha de RENOVAR SEU AMBIENTE COM BAIXO CUSTO, SEM TRANSTORNO E EM POUCO TEMPO?

Entre em contato através de nossos números ou solicite orçamento.
Em até 12x no cartão com acréscimo da operadora*